sábado, 10 de setembro de 2011

Por que "deve haver algum lugar..."?


Gosto do Legião Urbana. As letras de Renato Russo são via de regra navalhas que cortam bem fundo. "Fábrica" é uma delas. A décima primeira faixa do álbum Dois retrata o trabalho fabril (e por que não dizer, todo e qualquer trabalho?) como ele é: escravidão.

"Deve haver algum lugar..." acaba sendo a expressão de que onde estamos não é o melhor lugar para se estar. Algo tipo uma versão trágica (e realista) do "Não há lugar melhor que nosso lar" de "O Mágico de Oz", sendo que no caso de Dorothy, ela tem a certeza que há um lugar melhor pra se estar e no da "Fábrica" isso não é assim.

Uma das idéias desse blog é passear um pouco por esses lugares nada "acolhedores" onde as pessoas não deveriam estar, sejam eles físicos ou não. Mas é só uma das idéias. A mais forte em minha cabeça ao menos por enquanto. No mais, nada além de registros pessoais de quem está no meu lugar.