terça-feira, 6 de agosto de 2013

Ele são muitos... mas não podem voar. #FreePalestine


"Ai se eu corresse assim, tantos céus assim, muita história eu tinha pra contar..."

Acabei de ouvir Ednardo que completa 40 anos de carreira artística e como que por encanto fui levado a uma imagem de 2012 com uma menina que corre com a bandeira Palestina às costas como que voando com sua "cauda aberta em leque". E uma passagem após a outra da canção me veio a imagem do povo palestino que apesar dos agora completados 65 anos de humilhação do "conde raivoso" sionista continuam vivos e lutando pelo seu direito de existir.

Nunca é demais homenagear e lembrar a luta palestina. É... eles (os sionsitas) são muitos mas não podem voar.

Pra quem não conhece Ednardo e seu Pavão Misterioso fica aqui letra e música.



Pavão misterioso
Pássaro formoso
Tudo é mistério
Nesse teu voar
Ai se eu corresse assim
Tantos céus assim
Muita história
Eu tinha prá contar...

Pavão misterioso
Nessa cauda
Aberta em leque
Me guarda moleque
De eterno brincar
Me poupa do vexame
De morrer tão moço
Muita coisa ainda
Quero olhar...

Pavão misterioso
Pássaro formoso
Tudo é mistério
Nesse seu voar
Ai se eu corresse assim
Tantos céus assim
Muita história
Eu tinha prá contar...

Pavão misterioso
Pássaro formoso
No escuro dessa noite
Me ajuda, cantar
Derrama essas faíscas
Despeja esse trovão
Desmancha isso tudo, oh!
Que não é certo não...

Pavão misterioso
Pássaro formoso
Um conde raivoso
Não tarda a chegar
Não temas minha donzela
Nossa sorte nessa guerra
Eles são muitos
Mas não podem voar...